XII Conferência Regional da IEAL: CNTE irmanada na luta em defesa da democracia e da educação pública

Nos dias 25 a 27 de abril, em La Plata, Argentina, aconteceu a XII Conferência Regional da IEAL. A Conferência que estabeleceu marcos de luta para o próximo período, reuniu os países da América Latina, e convidados do Canadá, dos Estados Unidos e da Noruega. Também foi ocasião de eleger os membros do Comitê Regional da entidade, para o período 2019-2023.

A XII Conferência produziu e aprovou por unanimidade um documento com as resoluções deste encontro. Nele, o Movimento Pedagógico Latino-Americano reafirma seus compromissos com a luta pela educação pública, gratuita, laica e socialmente referenciada, buscando o fortalecimento e a superação das desigualdades sociais na América Latina e no mundo.

Declaración de la XII Conferencia Regional de laInternacional de la Educación América Latina

mais

Publicado en Documentos, Notícias/Noticias/Nouvelles/News | Deja un comentario

Militarização da educação pública e pesquisa ameaçada

Gabriel Grabowski Extra Classe

A política econômica em curso no país está sendo irresponsável e comprometerá o sistema de educação, de ciência e tecnologia do Brasil que vêm sendo desenvolvida há várias décadas. Os cortes de R$ 6 bilhões (25%) no orçamento do Ministério da Educação (MEC) e de R$ 2,1 bilhões (43%) no do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), somados ao limite de gastos impostos pela PEC 95, causarão graves impactos na educação básica e superior, nas pesquisas científicas em andamento, especialmente em áreas como infraestrutura, transporte, formação de professores, financiamento estudantil, qualidade do ensino e inviabilização das metas do PNE 2014-2024.

Esse alerta foi confirmado pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), através da Carta de Sobral (de 30 março de 2019), oportunidade em que a SBPC se manifestou firme e decididamente em defesa da educação pública de qualidade, da ciência e da democracia no país. A comunidade científica reafirmou o papel do Estado como sendo essencial para a garantia dos direitos sociais dos brasileiros e que os “recursos para educação e para ciência e tecnologia não são gastos, são investimentos do presente em um futuro melhor para o País”.

mais

Publicado en Artigos/Artículos/Articles | Deja un comentario

O que é educação democrática?

Russel Teresinha Dutra da Rosa

A educação democrática parte do entendimento do direito à educação como um direito humano que habilita à luta e à conquista de outros direitos como a moradia digna, a saúde, a mobilidade urbana, o trabalho decente e a capacidade de agir coletivamente para garantir representatividade em espaços de decisão e poder

Em instituições de ensino democráticas a gestão é compartilhada por meio de conselhos com representantes de todos os segmentos que compõem a comunidade. Centros e diretórios acadêmicos, assim como grêmios estudantis são escutados. Há controle social na destinação dos recursos. Os estudantes e seus responsáveis participam das decisões e não são colocados no papel nada ético de delatores.

mais

Ver tambem: Mães & Pais pela Democracia

Publicado en Artigos/Artículos/Articles | Deja un comentario

XLVI Congreso del MCEP en Huelva

El XLVI Congreso del MCEP se celebrará en Huelva del 4 al 11 de julio de 2019

Puedes descargar el díptico en formato pdf.

Díptico XLVI Congreso

https://www.facebook.com/pg/confederacionmcep/posts/

https://www.facebook.com/fimemfreinet/

Publicado en Notícias/Noticias/Nouvelles/News | Deja un comentario

Bolsonaro decreta fim das faculdades de Filosofia e Sociologia: “Objetivo é focar em áreas que gerem retorno imediato”

Revista Forum

Enquanto os filhos – e ele próprio – são doutrinados pelo “filósofo” Olavo de Carvalho, Jair Bolsonaro (PSL) decretou pelo Twitter, na manhã desta sexta-feira (26), o fim dos investimentos federais nas faculdades de Filosofia e Sociologia. Segundo ele, o ministro da Educação, Abraham Weintrab quer “descentralizar” investimento no ensino das duas áreas para “focar em áreas que gerem retorno imediato ao contribuinte, como: veterinária, engenharia e medicina”.

Ministro da Educação: “Pode estudar Filosofia? Pode. Com dinheiro próprio”

Para Bolsonaro, os estudos de humanas não “respeitariam o dinheiro do contribuinte” e a educação deve servir para ensinar “leitura, escrita e a fazer conta e depois um ofício que gere renda para a pessoa”.

A função do governo é respeitar o dinheiro do contribuinte, ensinando para os jovens a leitura, escrita e a fazer conta e depois um ofício que gere renda para a pessoa e bem-estar para a família, que melhore a sociedade em sua volta.

mais

Publicado en Artigos/Artículos/Articles | Deja un comentario

Semana de Ação Mundial 2019 | 02 a 09 de junho

O Manual da SAM 2019 já está disponível para download gratuito aquí

Educação: já tenho um Plano!

Precisamos falar do PNE

Em todo o Brasil, já são quase de 900 atividades inscritas para debater a educação pública, gratuita e de qualidade no país durante a Semana de Ação Mundial (SAM)!

INSCRIÇÕES LIMITADAS! – inscreva-se  no site http://semanadeacaomundial.org/.

Graças à parceria com entidades como Escola de Gente e Mais Diferenças, membros do  Comitê Técnico da SAM, neste ano também disponibilizamos para download as versões acessíveis do Manual, com interpretação de Libras e QR Code para facilitar a leitura por meio de apps para pessoas cegas ou portadoras de baixa visão. Esses materiais estão no forno para serem impressos e você pode encontrá-los para download em “Materiais”, no site da SAM.

Com o apoio das informações contidas no Manual, você pode desenvolver suas próprias atividades, rodas de conversa, seminários, atos públicos, mesas, debates, palestras, vídeos, fotos e o que mais achar interessante para debater e levar a informação para muitas pessoas sobre as metas do Plano Nacional de Educação, vigente de 2014 a 2024.

Os inscritos receberão também cartelas físicas com detalhes da situação de cada uma das 20 metas. Inscreva-se, pois os materiais são limitados!

COMO FAZER SUA INSCRIÇÃO

Entre no site e preencha o formulário com a previsão de sua atividade, lembrando de colocar o endereço correto. Lá você encontra alguns materiais digitais de divulgação virtual para já começar a mobilização para suas atividades.

Divulgue nas redes sociais e no seu bairro, usando as hashtags

#SAM2019 #EuTenhoUmPlano #PrecisamosFalarSobreOPNE #PNEpraValer #PNE

Assim que realizar as ações, poste as fotos, vídeos e relatos!

Para obter mais informações sobre a SAM 2019 escreva para:  sam@campanhaeducacao.org.br.

Um forte abraço de toda nossa equipe!
Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Publicado en Documentos, Notícias/Noticias/Nouvelles/News | Deja un comentario

La Carta 603 (CEAAL)

– La Educación Popular y la defensa de los territorios. Clic aquí.

– CEAAL Colombia. Solidaridad y apoyo a la Minga por la Defensa de la Vida, el Territorio, la Justicia y La Paz del Sur Occidente de Colombia Clic aquí
– CIERIC (CEAAL Cuba). IX Taller Regional de Intercambio de Experiencias.Clic aquí
– CEIPH (CEAAL Argentina) Conversatorio del Ciclo Praxis en Diálogo de la CEIP Histórica “Feminismos, disidencias, sexualidades y educaciones populares”. Clic aquí.
– Red Alforja (CEAAL Mesoamérica). Guatemala. Convocatoria Abierta – Escuela Mesoamericana en Movimiento 2019. Clic aquí.
– Conamuri (CEAAL Paraguay). Primer Intercambio de Saberes entre Mujeres Indígenas del Paraguay. Clic aquí.
Sigue leyendo

Publicado en Artigos/Artículos/Articles, Buenas prácticas, Documentos, Notícias/Noticias/Nouvelles/News | Deja un comentario

Contratos por tempo fechado instalam regime de semiescravidão nas escolas estaduais

Está em curso no Rio Grande do Sul um experimento dramático de precarização do trabalho e da escola pública.

Por determinação do governo Eduardo Leite, todos os novos contratos da rede estadual têm sido firmados por tempo fechado. Na modalidade, educadores(as) recebem de março a dezembro e ficam sem emprego nos meses que antecedem o ano letivo. Não têm direito a salário ou férias remuneradas, nem garantias de retorno ao quadro da Seduc.

Na prática, educadores(as) são levados(as) a assinar um contrato de trabalho que já prevê sua demissão.

mais

Publicado en Notícias/Noticias/Nouvelles/News | Deja un comentario

A expansão do neoconservadorismo na educação brasileira

Iana Gomes de Lima1Álvaro Moreira Hypolito  Mediateca CTERA

Tendo em vista que, nos últimos anos, vive-se no Brasil uma onda conservadora que acompanha movimentos conservadores ao redor do mundo, torna-seimportante estudar de forma mais aprofundada o movimento neoconservador no cenário educacional brasileiro. Este é o objetivo principal deste artigo. Para tanto, inicialmente, faz-se uma caracterização do neoconservadorismo, a partir de estudos de autores que tratam do contexto estadunidense. Nessa primeira seção apresenta-se, ainda, um breve histórico sobre o surgimento deste movimento. Logo após, aponta-se algumas razões que justificam a necessidade de análises sobre os neoconservadores no Brasil. O artigo ainda conta com exemplos de algumas ações no campo educacional que podem ser caracterizadas como neoconservadoras. Analisa-se o movimento Escola sem Partido (ESP), suas principais pautas em relação à educação e as discussões acerca da Base Nacional ComumCurricular (BNCC), especialmente as questões ligadas ao que tem sido chamado de “ideologia de gênero”. Examina-se a ESP e a BNCC a partir da conceituação teórica desenvolvida ao longo do artigo, em articulação com as pautas e características do movimento neoconservador brasileiro. Conclui-se que, nos últimos anos, há um significativo avanço das articulações neoconservadoras no campo político e no campo educacional. Constata-se uma atuação insistente e intensa dos neoconservadores na elaboração de importantes documentos da legislação educacional brasileira

Descargar

Publicado en Artigos/Artículos/Articles | Deja un comentario

Privatización Educativa en Argentina 2da. edición

Informe elaborado durante el año 2018 sobre la Investigación realizada referente a las tendencias privatizadoras en Argentina a cargo de un equipo de trabajo del Instituto de Investigaciones “Marina Vilte”, especialmente constituido por los siguientes integrantes: Myriam Feldfeber (Coordinación General), Adriana Puiggrós, Miguel Duhalde, Liliana Pascual, Luz Albergucci, María Abal Medina, Gabriel Martínez, Lucía Caride, contando con el asesoramiento académico de Susan Robertson de la Universidad de Cambridge, Mar Candela y Angelo Gavrielatos de la Internacional de la Educación. Esta segunda edición que incluye la incorporación de un capítulo sobre las posiciones y acciones sindicales en contra de la privatización que se fueron llevando a cabo en las distintas etapas de nuestra historia como organización nacional docente.

Descargar

Publicado en Documentos | Deja un comentario