Oficinas do Povo que Educa: mobiliza comunidade do Jd. Cipava II

(http://www.paulofreire.org/)

Tem coisa melhor do que trabalhar se divertindo? As oficinas organizadas na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Oscar Pennacino, no Jardim Cipava II, em Osasco (SP), buscam incentivar a geração de renda através do compartilhamento de conhecimentos entre pessoas da própria comunidade.

As Ações de Mobilização Comunitária do Programa reforçam este trabalho, que tem como objetivo aproximar as escolas da comunidade e de outras instituições públicas e privadas do seu entorno. Para tanto, foi instituído um Grupo de Articulação Local (GAL), que, durante todo este ano, analisou as maiores necessidades da região, para definir prioridades de ação que possam melhorar a qualidade de vida dos moradores.

As oficinas são voltadas a todos da comunidade do Jardim Cipava II – educadores, educandos, jovens, adultos, crianças e idosos. Essas ações integram o Programa Escola Cidadã – Osasco, Povo que Educa, realizado pela Prefeitura Municipal de Osasco, por meio de sua Secretaria de Educação, em parceira com o Instituto Paulo Freire (IPF).

Partindo da Leitura do Mundo, escola e comunidade identificaram lideranças e locais potenciais educativos na região e definiram, juntas, as prioridades para a realização de ações educativas para a comunidade. Após definirem como prioridade o incentivo à geração de renda, foram elaboradas as seguintes oficinas: Fuxico, Pintura em Tecido, Maça do Amor, Confecção de Bombons, Fazendo Pão e Bonecas de Pano.

“No dia da Oficina, apareceu um número superior ao limite de pessoas que era possível se inscreverem. Isso foi demais! Não esperávamos tanta repercussão”, afirmou a educadora do IPF Ana Cláudia Borges. Outra educadora do Instituto, Vivian Battaini, complementou que “a participação da comunidade na Leitura do Mundo foi primordial para a elaboração das oficinas, pois ajuda a dar continuidade ao trabalho do GAL, trazendo benefícios para todos.”

Na Oficina de Fuxico, 16 pessoas compareceram. Na de Pintura em Tecido, 20 pessoas participaram. Já na de Maçã do Amor, 17 estiveram presentes, e na Fazendo Pão, 12. Esses números são incentivadores para todos os organizadores do Programa, sejam integrantes do GAL, colaboradores do IPF ou mesmo os participantes/oficineiros para que deem continuidade ao processo.

Mais »

Esta entrada fue publicada en Notícias/Noticias/Nouvelles/News. Guarda el enlace permanente.

Una Respuesta a Oficinas do Povo que Educa: mobiliza comunidade do Jd. Cipava II

  1. Julia Tom dijo:

    O projeto é muito interessante e as comunidades participantes estão muito envolvidas! Para saber mais, acessem o site: http://www.municipioqueeduca.org .

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *