Canoas será sede do Fórum Mundial de Educação Temático em 2014

Na tarde desta quinta-feira, 13 de junho, foi lançado oficialmente  o Fórum Mundial de Educação Temático, que ocorrerá em Canoas, no mês de janeiro de 2014. O anúncio foi feito durante as atividades do III Fórum Mundial de Autoridades Locais de Periferia, no Unilasalle. Participaram o Coordenador da Secretaria Executiva do Conselho Internacional do Fórum Mundial de Educação, professor Albert Sansano Estradera, o secretário municipal de Educação e presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime/RS), Eliezer Pacheco, o secretário de Educação de Novo Hamburgo e representante da Undime no Fórum Estadual de Educação, professor Adelmar Alberto Carabajal, e a diretora pedagógica da SME Canoas, Elisângela Trentim.

O professor Albert fez um breve histórico de como surgiram os fóruns mundiais de Educação. Segundo ele, o FME é parte do processo do Fórum Social Mundial (FSM), que se iniciou em 2001, e passou a constituir-se no mais amplo espaço para a articulação de iniciativas sociais. O FME está empenhado na construção de outra educação para outro mundo possível, centrada no ser humano e pela justiça social e ambiental. Desde 2001 vem realizando edições mundiais (Brasil, Índia, Quênia) regionais (Espanha, Portugal, Venezuela, Chile, Palestina) e temáticos (Paz, Profissional e Tecnológico, Cidade Educadora, A Educação Infanto-juvenil, A Diversidade). “Na Educação precisamos trabalhar com o movimento progressista, senão não se faz nada”, afirmou. Falou ainda sobre a logística e a organização do fórum e os eixos temáticos que serão abordados no evento em Canoas. Também anunciou que no dia 20 de junho, a partir das 18 horas, no auditório Sady Schiwitz da Prefeitura, ocorrerá a primeira reunião do Comitê organizador.

OUSADIA – O secretário Eliezer afirmou que para se fazer uma educação de qualidade é preciso ousadia e a realização do Fórum Mundial de Educação é a largada para esse processo. Na oportunidade, os participantes foram convidados a assinar o manifesto de adesão à aprovação do Plano Nacional de Educação, que está no Congresso, para ser aprovado. De acordo com Eliezer, a não aprovação acarretará em consequências.

O secretário de Novo Hamburgo saudou a iniciativa de Canoas. Adelmar disse que a educação passa por uma fase de mudanças. “Temos um desafio muito forte que é entendermos as crianças e adolescentes como cidadãos. O conceito de infância se alterou. E uma das primeiras mudanças na educação foi a transformação das creches em escolas de educação infantil. Não foi só uma troca de nome, mas a garantia do direito à educação, mesmo na tenra idade”, destacou. Falou ainda sobre a transição da criança que vai da escola infantil para o primeiro ciclo da educação fundamental. “Não há uma transição. O professor de currículo e o de área não se falam. Existe um vão entre a educação infantil e a educação fundamental. É preciso planejar coletivamente”. Outro destaque foi as diferenças entre as escolas municipais e estaduais.

Crédito da notícia: Daiane Poitevin  (Prefeitura Canoas)

Esta entrada fue publicada en Notícias/Noticias/Nouvelles/News. Guarda el enlace permanente.

Una Respuesta a Canoas será sede do Fórum Mundial de Educação Temático em 2014

  1. Pingback: Fórum Mundial de Educação Temático: “Pedagogia, Região Metropolitana e Periferias” | Malva-rosa / Itacolomi

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *