Notório Saber para os Mestres e Mestras dos Povos e Comunidades Tradicionais: Uma Revolução no Mundo Acadêmico Brasileiro

por José Jorge de Carvalho

Imagem da abertura de nosso Programa no segundo semestre de 2018 com o curso “Políticas da Terra”, com (da esquerda para a direita): César Guimarães, Adalto Pataxó, Valdemar Xakriabá, Maria da Glória Tupinambá, Cacique Babau, Célia Tupinambá, Davi Kopenawa, Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Maria Luisa Sidônio, Isabel Casimira Gasparino, Pai Ricardo de Moura, José Jorge de Carvalho

A Resolução do Conselho Universitário que regulamenta o reconhecimento de Notório Saber pela UFMG, firmada pela Reitora Sandra Regina Goulart Almeida no dia 2 de maio passado, representa a culminação de uma longa demanda pela inclusão plena dos mestres e mestras dos povos e comunidades tradicionais como docentes no universo acadêmico brasileiro, historicamente marcado pelo eurocentrismo e pela exclusão étnica e racial.

mais

Esta entrada fue publicada en Artigos/Artículos/Articles. Guarda el enlace permanente.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *